Perfil

Éverton Ribeiro, ídolo do Flamengo, inicia nova história no Bahia

<p>Everton Ribeiro no seu primeiro jogo com a camisa do Bahia. Foto: Reprodução/X</p>

Everton Ribeiro no seu primeiro jogo com a camisa do Bahia. Foto: Reprodução/X

Meia é dos maiores ídolos do Fla, mas vive novo capítulo no Esquadrão, onde tem meta de também fazer história

O meia Éverton Ribeiro é um dos maiores nomes do futebol brasileiro, a nível nacional, nos últimos 10 anos. Isso se prova pela quantidade de títulos que ele conquistou, grandes atuações, gols importantes e participações em times vitoriosos. Hoje, no Bahia, ele quer adicionar mais uma belo capítulo à sua história vitoriosa.

Canhoto, ágil, criativo, líder. Meia habilidoso e experiente, aos 34 anos, ele já marcou época no Brasil e ainda tem muita lenha para queimar. Agora, com o projeto do Bahia, o jogador pode levar mais um clube a grandes feitos, tendo ele como um dos protagonistas.

Éverton Ribeiro é mais um personagem da série de perfis do Click Esportivo. Saiba mais sobre a carreira desse meio-campista multicampeão, ídolo do Flamengo, do Cruzeiro, e que pode seguir sendo protagonista no futebol brasileiro em 2024.

Éverton Ribeiro assinou contrato com o Bahia até 2025. Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Quem é Éverton Ribeiro?

Éverton Augusto de Barros Ribeiro nasceu no dia 10 de abril de 1989. Ele é natural da cidade de Arujá-SP, a 41 quilômetros da capital paulista. A trajetória dele no futebol começou muito cedo, ainda aos cinco anos de idade, no futsal.

Ainda nas quadras, com nove anos, ele defendeu a Portuguesa e já mostrava muita habilidade para a pouca idade que tinha. Pelo destaque, começou a jogar no time do futebol de campo da Lusa.

Aos 12 anos, Éverton Ribeiro foi convidado a jogar pelo Corinthians, clube que o revelou. Ele passou por todas as categorias de base do Alvinegro, dali em diante, até ser alçado ao time profissional em 2007.

Inclusive, uma das curiosidades é que o jogador foi lateral-esquerdo em boa parte do seu tempo na base no Timão, subindo para o profissional também nessa função. Só mais para frente, pelo São Caetano, é que ele se tornou meia. Daí para frente, seguiu pelo resto da carreira nessa posição onde tanto fez sucesso.

Tite e Éverton Ribeiro no Corinthians, em 2011.

Foto: Agência Corinthians

Outro capítulo curioso da carreira de Éverton Ribeiro é a relação dele com o técnico Tite. O treinador era quem comandava o Corinthians quando o meia foi vendido ao Coritiba, em 2011. E com pouco tempo de trabalho com o jogador, aceitou que ele fosse negociado pela diretoria.

Talvez tenha faltado um pouco de paciência a Tite para observar melhor o armador, então com 21 anos. Porém, o reencontro aconteceu novamente na Seleção Brasileira anos depois, onde o treinador rasgou elogios ao jogador. Inclusive, o convocou para disputar a Copa do Mundo de 2022.

Até mesmo em 2013, após Éverton Ribeiro ser eleito o craque do Brasileirão pelo título com o Cruzeiro, Tite já se derreteu pelo jogador. O comandante, ainda no Corinthians, comentou que se tivesse a oportunidade de observar o jogador por mais tempo, anos antes, não teria deixado ele ser vendido ao Coritiba.

O reencontro dos dois aconteceu novamente no Flamengo, na reta final de 2023, onde puderam trabalhar juntos por alguns meses. Tite seguiu no Fla para 2024, Éverton saiu, mas ambos possuem história para contar.

Everton Ribeiro não chegou a acordo com o Flamengo e deve seguir para o Bahia (Foto: Mauro Pimentel/AFP)

Foto: Mauro Pimentel/AFP

 

Em quais clubes Éverton Ribeiro jogou?

Éverton Ribeiro jogou, ao todo, em sete clubes ao longo da sua carreira. Ele defendeu o Corinthians, São Caetano-SP, Coritiba, Cruzeiro, Al Ahli-EAU, Flamengo e Bahia.

O jogador iniciou sua carreira no Corinthians, onde estreou profissionalmente em 2007 e também jogou em 2008, mas perdeu espaço e foi emprestado para o São Caetano-SP, onde ficou até 2010. No clube do ABC Paulista, Éverton deixou de ser lateral-esquerdo e passou a ser escalado como meia pelo técnico Antônio Carlos Zago.

Pelo Alvinegro, o meio-campista atuou apenas em 18 jogos, sem marcar nenhum gol. Já pelo São Caetano, foram 99 partidas disputadas e oito gols marcados.

Foto: Divulgação/Coritiba

Assim, ele começou a se destacar, voltou para o Corinthians e, em 2011, foi vendido para o Coritiba. No Coxa Branca, Éverton seguiu com sua evolução e começou a colecionar grandes atuações.

Com títulos, gols importantes, conseguiu levar o Alviverde duas vezes à final da Copa do Brasil, em 2011 e 2012, onde o Coritiba acabou com o vice-campeonato em ambas. Em 2013, foi adquirido pelo Cruzeiro e deixou o Coxa com 82 jogos e 20 gols.

A passagem de Éverton Ribeiro no Cruzeiro foi ainda mais marcante. Ele foi bicampeão brasileiro pela Raposa e também foi eleito duas vezes o melhor jogador do Campeonato Brasileiro, tudo em 2013 e 2014. Na Raposa, foram 108 partidas e 23 gols marcados.

Foto: Washington Alves/Cruzeiro

Com tamanho brilho, ele acabou interessando clubes do exterior e se transferiu para o Al Ahli, dos Emirados Árabes Unidos. De 2014 a 2017 no futebol do Oriente Médio, o meia somou 106 jogos e 26 gols, até ser comprado pelo Flamengo.

No Rubro-negro, Éverton Ribeiro marcou época. Ele foi uma das principais engrenagens de um time que marcou época no Rubro-negro, colecionando grandes atuações, sendo decisivo e também uma das lideranças do time.

Everton Ribeiro e sua familia durante homenagem no CT do Flamengo. Paula Reis / CRF

Everton Ribeiro e sua familia durante homenagem no CT do Flamengo. Paula Reis / CRF

Foram sete temporadas de muito brilho, de 2017 a 2023, com conquistas e idolatria incondicional da torcida Rubro-negra. Ao todo, se despediu do Flamengo com 391 jogos disputados e 46 gols. 

Por não chegar a um acerto com a direção flamenguista para renovar seu contrato, Éverton acertou sua ida para o Bahia.

No Tricolor de Aço, o atleta possui um contrato até 2026 e liderará um projeto onde o Esquadrão, agora administrado pelo Grupo City, visa brigar na parte de cima do Brasileirão.

Everton Ribeiro no seu primeiro jogo com a camisa do Bahia. Foto: Reprodução/X

Everton Ribeiro no seu primeiro jogo com a camisa do Bahia. Foto: Reprodução/X

Quantos gols Éverton Ribeiro tem na carreira?

Ao todo, tendo passado por sete clubes e Seleção Brasileira, Éverton Ribeiro disputou 830 jogos e marcou 127 gols.

Como a temporada de 2024 acabou de começar e ele marcou dois gols em quatro jogos, até o momento, a tendência é que esse número possa subir ainda mais ao longo do ano.

Everton Ribeiro está na mira do Bahia

Foto: Rodrigo Buendia/AFP

Quais os títulos de Éverton Ribeiro?

Um dos jogadores mais vitoriosos do futebol brasileiros nos últimos anos, Éverton Ribeiro conquistou 20 títulos ao longo de 17 anos de carreira. 

Ele foi bicampeão da Libertadores (2019 e 2022, pelo Flamengo), tetracampeão do Campeonato Brasileiro (2013 e 2014 pelo Cruzeiro, 2019 e 2020 pelo Flamengo), campeão da Copa do Brasil (2022, pelo Flamengo), bicampeão da Supercopa do Brasil (2020 e 2021, ambos pelo Flamengo), campeão da Recopa Sul-Americana (2020, pelo Flamengo).

Além desses 10 títulos citados acima, Éverton Ribeiro também é tricampeão carioca pelo Flamengo (2019, 2020 e 2021), bicampeão paranaense pelo Coritiba (2011 e 2012) e campeão mineiro pelo Cruzeiro (2014).

Na passagem pelo Al Ahli, o meia conquistou o Campeonato Emiradense (2015/2016), o bicampeonato da Supercopa dos Emirados Árabes Unidos (2014 e 2016), e a Taça da Liga dos Emirados Árabes Unidos (2016/2017).

Flamengo de Everton Ribeiro fechou temporada sem levantar nenhuma taça (Foto: X/Reprodução)

Foto: X/Reprodução